Seis dicas úteis sobre a República Tcheca

Centro histórico de Český Krumlov | Foto por Zizo Asnis

Centro histórico de Český Krumlov | Foto por Zizo Asnis

 

Por Carolina Caio

 

A República Tcheca é um pequeno país localizado na Europa Central e que já foi palco de grandes marcos históricos, como a Primavera de Praga. O turismo no país é amplamente difundido nos dias de hoje, especialmente pela popularidade da capital, Praga, considerada por muitos, uma das mais belas cidades europeias.

 

É muito fácil encontrar informações sobre a República Tcheca, por isso seguem aqui algumas dicas, um pouco menos convencionais, para complementar sua viagem:

 

1. O país tem sua própria versão da Coca-Cola

O refrigerante de cola da República Tcheca | Foto por Adam Piotrowski (CC BY-NC 2.0)

O refrigerante de cola da República Tcheca | Foto por Adam Piotrowski (CC BY-NC 2.0)

 

Na época em que a República Tcheca (na verdade ainda Tchecoslováquia) era comunista, coube ao Estado criar uma bebida do tipo Coca-Cola, visto que nesse período o acesso a produtos ocidentais era restrito. Assim foi criada a Kofola, versão “comunista” da Coca-Cola. Depois da queda do regime, em 1989, o mercado se abriu para marcas estrangeiras, reduzindo um pouco a venda do produto nacional. Porém, em 1998, a Kofola voltou com força total e hoje é muito popular no país, vale a pena provar!

 

2. Queijo empanado pode acompanhar vários pratos

Smažený sýr acompanhado de purê de batatas | Foto por Carolina Caio

Smažený sýr acompanhado de purê de batatas | Foto por Carolina Caio

 

A maior parte dos pratos típicos da República Tcheca é composta por carne de porco, carne de vaca e batata, mas há um prato de difícil pronúncia, chamado Smažený sýr, que é popular nos refeitórios das universidades e pode ser encontrado na maioria dos restaurantes. O Smažený sýr é basicamente um queijo empanado, que pode vir acompanhado de batatas fritas, purê de batatas, salada, ou apenas como recheio de um sanduíche. Não deixe de provar pelo menos uma dessas opções.

 

3. Feiras de fim de ano são uma ótima pedida

Trdlos | Foto por Carolina Caio

Trdlos, uma massinha doce comum nas feiras de fim de ano | Foto por Carolina Caio

 

Para quem visitar o país na época das festas de final de ano, outra dica é não perder a oportunidade de ir aos Mercados de Natal, ou Christmas Markets. Esses mercados podem ser encontrados em diversas cidades da Europa nessa época do ano e são conhecidos pelas barracas que vendem comidas e artesanatos. Em Praga, esse mercado fica na região central, mais especificamente no centro histórico. Sugiro comer um dos melhores doces do mercado, o Trdlo (ou Trdelník), uma massa enrolada com açúcar e canela.

 

4. É possível fumar em quase todo lugar

Fumar é permitido em quase todos os lugares | Foto por Emanuel (CC BY-NC-SA 2.0)

É comum fumar em ambientes fechados | Foto por Emanuel (CC BY-NC-SA 2.0)

 

Na República Tcheca é permitido fumar em ambientes fechados, até mesmo dentro de restaurantes e de casas noturnas. Alguns restaurantes permitem que se fume somente quando passou o horário de almoço e o ambiente encontra-se mais vazio. Caso não seja fumante, é possível pedir para sentar em uma região separada.

 

5. Existem boas empresas de ônibus para circular pelo país 

Ônibus da empresa Student Agency Bus | Foto por ŠJů (CC BY-SA 3.0)

 

Para quem for viajar de ônibus pela República Tcheca ou para países próximos, uma dica é utilizar a empresa tcheca Student Agency Bus. A frota é composta por ônibus amarelinhos super confortáveis. Cada poltrona tem a sua própria tela com filmes e seriados e há uma pessoa responsável no ônibus para servir vários tipos de bebidas, como chocolate quente e chá.

 

6. Conheça algumas das charmosas cidades do interior

Região central de Brno | Foto por Carolina Caio

Região central de Brno | Foto por Carolina Caio

 

Praga é o principal destino daqueles que visitam a República Tcheca, mas não deixe de conhecer cidades menores, como Český Krumlov, Olomouc, Pilsen (ou Plzeň), e a segunda maior cidade do país: Brno. São cidades de charmosos centros históricos e que podem ser conhecidas como passeio de bate e volta a partir da capital.