As belas praias da Serra da Arrábida, em Portugal

Praias paradisíacas em meio à serra | Foto Grazi Calazans

Praias paradisíacas em meio à serra | Foto Grazi Calazans

 

Por Grazi Calazans

 

Portugal pode ser um país pequeno, mas é um país belíssimo, com paisagens para todos os gostos, desde as praias estonteantes do Algarve até as montanhas nevadas da Serra da Estrela. E uma das paisagens mais belas do país, pelo menos pra mim, é a Serra da Arrábida. Essa pequena cadeia montanhosa se estende ao longo de 35 Km, costeando o Oceano Atlântico e formando belíssimas praias.

 

Mais sobre Portugal:

 

Como chegar à Serra da Arrábida

A Serra da Arrábida está localizada na cidade de Setúbal, a cerca de 70 Km aao sul de Lisboa. Chegar aqui, saindo da capital, não é difícil. De trem, deve-se tomar a linha “Roma-Areeiro – Setúbal” na estação Campolide. De ônibus, o ponto de partida é a Praça de Espanha, de onde partem veículos diretamente a Setúbal (essa opção é mais barata e mais rápida).

 

As praias da Serra da Arrábida

Praia da Figueirinha, cheia nos dias quentes | Foto Grazi Calazans

Praia da Figueirinha, cheia nos dias quentes | Foto Grazi Calazans

 

Um bom passeio pelas praias da Arrábida pode começar pela Praia da Figueirinha, uma das maiores e mais conhecidas praias da região. No verão é possível pegar um ônibus turístico até a Figueirinha, partindo da estação rodoviária de Setúbal, por menos de €3.

 

A praia de areia fina e quente, refrescada pelas águas frias do Oceano, encanta pelos imponentes paredões da mata que a cercam e pelo longo banco de areia que emerge na maré baixa, por onde se pode caminhar mar adentro.

 

Para quem gosta de praias mais vazias e de sossego, há pequenos paraísos por entre a silhueta da Serra, como Galápos e Galapinhos. Caminhando pela estrada a partir da Figueirinha, depois de alguns minutos já é possível avistar a praia dos Galápos. O acesso é feito por uma pequena trilha de cerca de 10 minutos a partir da estrada, tudo muito bem sinalizado.

 

As águas esverdeadas da Praia Galápos | Foto Grazi Calazans

As águas esverdeadas da praia dos Galápos | Foto Grazi Calazans

 

Na estreita faixa de areia, banhada por um mar calmo de cor esmeralda, pode-se desfrutar da beleza estonteante da vegetação mediterrânica da Arrábida. Caminhando um pouco – por entre as rochas da beira ou pela água, a depender da maré – chega-se à irmã Galapinhos, afinal, são mesmo duas praias juntas em uma só.

 

No final da faixa de areia fina de Galapinhos há uma outra trilha. Esse caminho começa em uma escada de pedras e torna-se um pouco mais difícil, passando por entre galhos e raízes, mas nada muito difícil. No final chegamos à pequena Praia dos Coelhos, de areia mais fina e clara e uma verdadeira piscina natural.

 

Essa é uma praia quase “secreta”, pois não é possível avistá-la da estrada. Muita gente faz o percurso Galápos/Praia do Coelho a nado e, novamente dependendo da maré, também dá para fazer a pé, por dentro da água, admirando os pequenos peixes que residem entre as rochas.

 

Portinho da Arrábida | Foto Grazi Calazans

Portinho da Arrábida | Foto Grazi Calazans

 

Caminhando pela Serra é possível parar em alguns mirantes para contemplar a paisagem e no final chegar a outra praia muito famosa, o Portinho da Arrábida, considerada uma das mais belas praias portuguesas. Suas areias são tipicamente europeias, com muitas pequenas rochas em sua extensão.

 

Os tons de suas águas cristalinas, em contraste com a austeridade da Serra da Arrábida, causam uma visão exuberante. No Portinho há uma pequena vila com casas residenciais, uma pousada e alguns restaurantes, que possibilitam uma refeição apreciando toda a paisagem, além de uma escola de mergulho que dá a oportunidade de praticar o esporte para iniciantes e experientes no assunto.

 

Uma boa pedida para quem visita a região fora do verão são as caminhadas pelas inúmeras trilhas da Serra, que volta e meia se abrem em mirantes tanto para o mar quanto para a baía de Setúbal, que está entre as 30 mais belas baías do mundo.

 

Forte de São Felipe, onde hoje funciona uma pousada | Foto Grazi Calazans

Forte de São Filipe, onde hoje funciona uma pousada | Foto Grazi Calazans

 

Vista do forte | Foto Grazi Calazans

Vista do forte | Foto Grazi Calazans

 

Há ainda algumas construções muito interessantes e possíveis de se visitar ao longo da Serra, como o Forte de São Filipe, onde hoje funciona uma pousada, e o Convento de Nossa Senhora da Arrábida, erguido no século XVI. Esse convento, que já foi um mosteiro franciscano, fica escondido entre as árvores da serra e pode ser avistado a partir da entrada para o Portinho da Arrábida.