Os 25 melhores museus do mundo

O  Traveler’s Choice Museums de 2014, premiação do site TripAdvisor baseada na opinião dos usuários, elegeu os 25 melhores museus de todo o mundo. Para a nossa surpresa, entre museus nos Estados Unidos, na França, na Itália e na Inglaterra, há dois museus brasileiros: Inhotim, em Brumadinho (MG), e Instituto Ricardo Brennand, no Recife (PE). Desses 25 aclamados museus, quantos você já visitou?

 

25. Museu do Ouro

 

Artefato em ouro | Foto por Mariordo  via Wikimedia Commons

Artefato em ouro | Foto por Mariordo via Wikimedia Commons

 

Bogotá, Colômbia

 

Este é provavelmente o maior museu do mundo dedicado ao ouro, com 33 mil peças, 5 mil das quais em exposição. A maior parte dos objetos foi encontrada nas zonas arqueológicas de Calima, Tumaco, San Agustín, Nariño e Quimbaya, onde povos ancestrais viveram entre os anos 500 e 1000. Através da perspectiva do ouro e de outras riquezas minerais, o museu apresenta um pouco da história da América.

 

24. Museu da Nova Zelândia (Te Papa Tongarewa)

 

Foto por Ischa1 via Wikimedia Commons

Foto por Ischa1 via Wikimedia Commons

 

Wellington, Nova Zelândia

 

Construído em 1992 e aberto oficialmente em 1998, o Museu Nacional da Nova Zelândia é bastante diversificado; abriga coleções de fotografia, arqueologia e história natural – com direito a anfíbios, répteis, moluscos e crustáceos. É um dos mais famosos museus da Nova Zelândia, recebendo anualmente mais de 1 milhão de visitantes.

 

23. Inhotim

 

Foto por  Jmarciocruz via Wikimedia Commons

Foto por Jmarciocruz via Wikimedia Commons

 

Brumadinho, Brasil

 

segundo melhor museu do Brasil está localizado na cidade de Brumadinho, a apenas 60 km de Belo Horizonte, e funciona como um grande centro de arte ao ar livre. Criado há 10 anos, Inhotim surgiu a partir da coleção pessoal do empresário Bernardo Paz. Com um riquíssimo acervo de arte contemporânea, o lugar tem exposições e galerias que são constantemente renovadas. Inhotim é reconhecido também como jardim botânico pelo Ministério do Meio Ambiente, em função dos 145 hectares da reserva e da diversidade de fauna – somente de palmeiras, são mais de 1.500 espécies.

 

22. Guerreiros e Cavalos de Terracota do Museu de Qin

 

As surpreendentes escavações | Foto via Wkimedia Commons

As surpreendentes escavações | Foto via Wkimedia Commons

 

Xian, China

 

As esculturas feitas em terracota (material constituído por argila e utilizado em construções) representam os exércitos de Qin Shi Huang, o primeiro imperador da China unificada. As estátuas são uma espécie de arte funerária, e tinham como finalidade proteger o imperador após a sua morte. Os guerreiros em terracota são originais do final do século 3 a.C, mas foram descobertos por agricultores somente em 1974. Quarenta anos passados, as escavações arqueológicas ainda estão em curso.

 

21. Museu do Ar e Espaço

 

Entrada do museu | Foto por Daniel Mennerich

Entrada do museu | Foto por Daniel Mennerich

 

Washington DC, Estados Unidos

 

O local abriga nada menos que a maior coleção de aeronaves e naves espaciais de todo o mundo. Inaugurado em 1978, pertence ao Instituto Smithsonian, complexo de museus e centros de pesquisas administrado pelo governo dos Estados Unidos. Fora isso, o prédio do museu é reconhecido como uma importante obra de arquitetura moderna.

 

20. Museu Nacional (Rijksmuseum)

 

Cartão postal de Amsterdã | Foto por errie=differentieel & Jöran Maaswinkel DailyM.net

Cartão postal de Amsterdã | Foto por errie=differentieel & Jöran Maaswinkel DailyM.net

 

Amsterdã, Holanda

 

Este é o maior museu de arte da Holanda e só o prédio já é um espetáculo arquitetônico. Fundado em 1800 na cidade de Den Haag, foi transferido para Amsterdã em 1808. Possui um grande acervo de arte e de história, totalizando mais de 1 milhão de objetos provenientes dos anos 1200 até 2000. O Rijksmuseum ficou fechado para reformas de 2003 até 2013, e depois de reaberto, tornou-se o museu mais visitado do país.

 

19. Museu do Louvre

 

Foto por Dimitry B.

Foto por Dimitry B.

 

Paris, França

 

Construído no final do século 12 como um forte, foi convertido em palácio no século 16 e transformado em museu em 1793. Absolutamente enorme, levaria horas (ou dias, meses…) para ser inteiramente visto. Ainda assim, é o museu mais visitado do mundo. A melhor maneira de conhecer o museu é selecionar alguma(s) área(s) ou período(s) de seu interesse, entre arte europeia, asiática, antiguidades egípcias, romanas, gregas, etc, etc – além, é claro, da Monalisa.

 

18. Galleria Borghese

 

Fachada do Palácio de Borghese | Foto por By Manfred Heyde via Wikimedia Commons

Fachada do Palácio de Borghese | Foto por By Manfred Heyde via Wikimedia Commons

 

Roma, Itália

 

O Palazzo Borghese foi construído entre 1613 e 1615, por ordem do cardeal Scipione Borghese. No seu interior está o Museu e Galleria Borghese. Entre estátuas e fragmentos de mármore antigo, ao longo de várias salas são mantidas algumas das maiores obras-primas da escultura italiana dos séculos 17 e 18, pertencentes à família que dá nome ao museu.

 

17. Instituto Ricardo Brennand

 

Foto por Portal da Copa/ME via Wikimedia Commons

Foto por Portal da Copa/ME via Wikimedia Commons

 

Recife, Brasil

 

Três prédios em estilo medieval – Museu Castelo São João, Pinacoteca e Galeria – compõem o melhor museu do Brasil. Fundado em 2002 pelo colecionador e empresário Ricardo Brennand, o Instituto está situado em uma grande área verde no Recife. Abriga um grande acervo de obras histórico-artísticas que vão desde o século 5 até o século 21, com destaque para o período do Brasil Colonial e do Brasil Holandês. A biblioteca do Instituto conta com mais de 20.000 itens, incluindo livros, discos, fotografias e obras raras.

 

16. Museu Hagia Sophia e Igreja (Ayasofya)

 

Fachada da Hagia Sophia |Foto por Giovanni Dall'Orto

Fachada da Hagia Sophia | Foto por Giovanni Dall’Orto

 

Istambul, Turquia

 

Foi construído durante o Império Bizantino para ser a Catedral de Constantinopla e a maior igreja do mundo. Quando a cidade foi tomada pelos otomanos, tornou-se mesquita, função que teria por 481 anos, quando, num mais recente ano de 1934, virou museu. Entre as várias imagens douradas, destaca-se o mosaico parcialmente danificado com Jesus Cristo entre a Virgem Maria e São João Batista. O lugar é extremamente rico em detalhes históricos das culturas cristã e muçulmana.

 

15. Museu Britânico

 

Interior do Museu Britânico | Foto por mx2.de

Interior do Museu Britânico | Foto por mx2.de

 

Londres, Reino Unido

 

É o grande museu britânico; ironicamente, porém, a maior parte de sua coleção é de objetos da Grécia, Egito, Roma ou Oriente Médio. Vasto, repleto de antiguidades, pode ser interessante para alguns, mas outros podem se entediar logo, logo. Destacam-se curiosidades como múmias e o homem de 2000 anos.

 

14. Galeria Nacional de Arte

 

Fachada do prédio oeste | Foto por Mark A Neal - HDR4real.com

Fachada do prédio oeste | Foto por Mark A Neal – HDR4real.com

 

Washington DC, Estados Unidos

 

O museu foi fundado em 1937 a partir de uma resolução do Congresso dos Estados Unidos e com a doação da coleção de obras de arte do empresário Andrew W. Mellon. Compreende dois prédios, o “prédio oeste”, de estilo neoclássico, e o “prédio leste”, em formato de triângulo. Motivo de orgulho: é lá que está a pintura “Ginevra de’ Benci”, única obra de Leonardo da Vinci de toda a América.

 

13. Museu do Vasa

 

Detalhe do Museu do Vasa | Foto por Clark & Kim Kays

Detalhe do Museu do Vasa | Foto por Clark & Kim Kays

 

Estocolmo, Suécia

 

É o museu mais visitado da Escandinávia e um dos mais interessantes do país. Vasa é um navio sueco com uma trágica e curiosa história: afundou em sua viagem inaugural pouco depois de partir, no ano de 1628. Após 333 anos no fundo do mar, foi resgatado, restaurado e finalmente exposto. O museu foi criado em vários andares e tem o navio como centro e referência, de modo que toda a sua estrutura de madeira, preciosamente detalhada, pode ser observada de vários ângulos. É a única embarcação do século 17 existente com esse grau de preservação.

 

12. Galeria Nacional

 

Foto por Morio via Wikimedia Commons

Foto por Morio via Wikimedia Commons

 

Londres, Reino Unido

 

Uma das grandes galerias de arte do mundo, em todos os sentidos, apresenta obras dos séculos 13 ao 20. Exibe os principais mestres da pintura, como Michelangelo, Leonardo Da Vinci, Monet, Rembrandt, Van Gogh, Rafael, entre outros. É realmente uma das atrações imperdíveis de Londres, tanto para viajantes que gostam de arte, quanto para quem deseja entender um pouco mais do assunto.

 

 

11. Museu Nacional da II Guerra Mundial

 

Detalhe do pavilhão liberdade | Foto por Robert Karma

Detalhe do pavilhão liberdade | Foto por Robert Karma

 

Nova Orleans, Estados Unidos

 

É mais conhecido como “Museu do Dia D”, já que é dedicado à contribuição dos Estados Unidos aos Aliados e à Batalha da Normandia, no dia 6 de junho de 1944. Foi fundado em 2000 e pertence ao Instituto Smithsoniano, complexo de museus e centros de pesquisas administrado pelo governo dos Estados Unidos.

 

10. Memorial do Holocausto Yad Vashem

 

Sala dos Nomes | Foto David Shankbone via Wikimedia Commons

Sala dos Nomes | Foto David Shankbone via Wikimedia Commons

 

Jerusalém, Israel

 

Foi construído pelo governo de Israel em 1953 como forma de homenagear os 6 milhões de judeus vítimas do Holocausto. Além do Museu da História do Holocausto, o complexo Yad Vashem abriga alguns memoriais, como o Memorial das Crianças, uma caverna com projeções de retratos e de áudios com os nome e idades das crianças; e a Sala dos Nomes, onde estão escritos os nomes de todas as vítimas identificadas do Holocausto.

 

9. Museu do Prado

 

Foto por Brian Snelson via Wikimedia Commons

Foto por Brian Snelson via Wikimedia Commons

 

Madri, Espanha

 

O Prado é o museu mais famoso da Espanha, situado num prédio de estilo neoclássico construído em 1785 e aberto ao público desde 1819. Apresenta as mais importantes coleções de pinturas espanhola, flamenca e italiana do século 11 ao 19. Entre os artistas espanhóis, um dos mais populares é Velázquez e sua célebre obra “Las Meninas”.

 

8. Museu da Acrópole

 

O novo museu da Acrópole | Foto por Visit Greece

O novo museu da Acrópole | Foto por Visit Greece

 

Atenas, Grécia

 

O museu da Acrópole foi montado em 1874 com peças antigas que foram encontradas na Acrópole (o cartão-postal de Atenas – e da Grécia) e conta com um inestimável acervo; entre 2008 e 2009, passou por uma grande reforma e trouxe de volta para a Grécia as estátuas que estavam no Museu Britânico, em Londres.

 

7. Museu Metropolitano de Arte

 

met.ny

Entrada do Met | Foto por Arad via Wikimedia Commons

 

 

Nova York, Estados Unidos

 

Conhecido também como Met, é um dos museus mais populares do mundo e um dos lugares mais visitados de Nova York. Fundado em 1870, está desde 1880 na localização atual, o Central Park. Cerca de 2 milhões de peças compõem o acervo. Merecem destaque as coleções de arte egípcia e de arte islâmica.

 

6. Musée d’Orsay

 

Foto por Dimitry B.

Foto por Dimitry B.

 

Paris, França

 

Criado no lugar de uma antiga estação de trem, o museu é um dos mais conceituados da Europa, com obras principalmente do século 19 (e algumas do início do século 20). O forte da coleção são pinturas e esculturas, mas também há móveis, objetos de arte e fotografias. Construído em 1900, o prédio sempre impressionou por sua arquitetura.

 

5. Galleria dell’Accademia

 

David de Michelangelo |

David, de Michelangelo, é uma das obra mais famosas da Galleria | Foto por Marco Crupi

 

Florença, Itália

 

A principal obra da Galleria dell’Accademia é o David, de Michelangelo, que foi transferido da Piazza della Signoria, em 1873, para melhor garantir sua preservação. O local apresenta outras obras de Michelangelo e da escola fiorentina dos séculos 13 e 16. Em 2004, quando David completou 500 anos, a estátua ganhou um “banho” que durou meses. A limpeza criou polêmica entre os especialistas encarregados da tarefa. Sem entrar num acordo sobre qual técnica usar, acabaram utilizando água destilada. Agora, David está exposto numa sala só para ele e ganhou ainda mais destaque.

 

4. Getty Center

 

Vista do Getty Center a partir dos jardins | Foto por Slices of Light

Vista do Getty Center a partir dos jardins | Foto por Slices of Light

 

Los Angeles, Estados Unidos

 

O complexo abriga diversas atrações ligadas ao industrial Jean Paul Getty, como o empreendimento cultural J. Paul Getty Trusts e algumas instituições de pesquisa e conservação. Mas o destaque fica para os jardins e para o J. Paul Getty Museum, que tem coleções de pinturas, desenhos e fotografias do período clássico ocidental. O Getty Center está localizado no bairro Brentwood e de lá se tem uma vista bem bonita de Los Angeles.

 

3. Museu Hermitage e Palácio de Inverno

 

Palácio de Inverno, parte do Museu Hermitage | Foto por Dennis Jarvis

Palácio de Inverno, parte do Museu Hermitage | Foto por Dennis Jarvis

 

São Petersburgo, Rússia

 

Às margens do rio Neva está o Hermitage, um dos maiores museus de arte do mundo. São dez prédios de arquitetura esplêndida que têm itens das mais diferentes épocas e estilos. O prédio mais famoso é o Palácio de Inverno, que serviu como residência dos czares até a queda da monarquia russa em 1917. Não bastasse o acervo de 3 milhões de peças, o museu tem ainda um teatro e uma academia.

 

2. Museu Nacional de Antropologia

 

Pedra do Sol | Foto por Xuan Che

Pedra do Sol | Foto por Xuan Che

 

Cidade do México, México

 

Situado no coração do Parque de Chapultepec, é reconhecido como um dos melhores museus de antropologia do mundo. O Museu Nacional de Antropologia do México tem importantes artefatos das civilizações pré-colombianas do país. Uma das peças mais famosas é a Pedra do Sol, um calendário asteca construído entre 1325 e 1521 que tem 3.5 metros de diâmetro e pesa 25 toneladas.

 

1. Instituto de Artes de Chicago

 

Detalhe da fachada do museu e da estátua de leão que há em frente | Foto por Tom Ipri

Detalhe da fachada do museu e da estátua de leão | Foto por Tom Ipri

 

Chicago, Estados Unidos

 

O melhor museu do mundo é dedicado às artes plásticas e tem um acervo bastante diversificado de obras impressionistas e pós-impressionistas. Só perde em tamanho para o Museu de Arte Metropolitana de Nova York e é bastante conhecido pelas pinturas de Claude Monet e por deter obras importantes de pintores como Picasso, Van Gogh e Manet.