Museu em Amsterdã incentiva visitantes a desenhar em vez de fotografar

 

O Rijksmuseum, em Amsterdã, na Holanda, encontrou uma nova maneira de incentivar os visitantes a apreciar a arte: estimulando-os a desenhar as obras que veem, em vez de fotografá-las. O museu não proíbe o uso de câmeras ou de celulares, mas sugere que as pessoas deixem os equipamentos em casa.

 

Como o próprio museu explica em seu site, “uma visita ao museu é, com frequência, uma experiência passiva e superficial. Os visitantes se distraem facilmente e não experienciam de verdade toda a beleza, mágica e maravilha daquilo que veem”.

 

Esse é o motivo pelo qual o Rijksmuseum desenvolveu a campanha #Startdrawing. Ao desenhar, é possível perceber proporções, linhas e detalhes que não seriam notados num simples clique de foto. Essa assimilação mais completa também permite uma aproximação e uma  maior compreensão da obra do artista.

 

Não é necessário ser um expert em desenho para se juntar à campanha – a ideia é incentivar a participação de pessoas com diferentes níveis de habilidades. Trata-se de uma iniciativa que valoriza mais a experiência em si do que o resultado final.

 

Embora o Rijksmuseum esteja sempre aberto para desenhistas, é nos sábados que o museu oferece gratuitamente cadernos de desenho e lápis aos visitantes.

 

rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum Rijksmuseum rijksmuseum

 

Saiba mais:

Rijksmuseum

My Modern Met