Igreja colonial ressurge nas águas de um rio no México

Fotos por David von Blohn/AP

 

As ruínas do Templo de Quechula, uma igreja colonial no estado de Chiapas, no México, ressurgiram nos último dias devido à seca. Desde que um reservatório foi construído na região, em 1966, a construção, geralmente submersa nas águas, apareceu somente duas vezes.

 

Devido à queda de mais de 24m do nível da água no rio Grijalba, a construção de 61m de comprimento e 14m de largura pôde ser avistada por locais e turistas. O rio esteve com níveis tão baixos apenas em 2002, quando os visitantes foram capazes de caminhar até a igreja e explorá-la por dentro.

 

Erguida no século 16 a pedido de Bartolomé de las Casas, o primeiro bispo de Chiapas, a igreja havia sido abandonada em meados de 1770 em virtude das pestes.

 

Ruínas de templo submerso no México

 

Ruínas de templo submerso no México

 

Ruínas de templo submerso no México

 

Ruínas de templo submerso no México

 

Saiba mais:

This is Colossal

Independent