Governo alemão pretende cercar parte do Muro de Berlim

Foto por John Macdougall/AFP/Getty Images

 

O mais icônico trecho remanescente do Muro de Berlim, a extensão de 1.300m conhecida como East Side Gallery, será cercado. De acordo com o governo alemão, a intenção é proteger esse pedaço do muro das práticas de vandalismo causadas pelos turistas. Com a finalidade de restaurar o muro e remover as pichações, cerca de um quarto da East Side Gallery já está cercada por uma grade temporária. O plano é construir uma cerca de aço até o final do ano.

 

Mesmo para as autoridades, parece um contrassenso construir uma cerca para proteger um muro, cuja utilidade original era impedir a passagem de moradores de Berlim Oriental para Berlim Ocidental. Entretanto, devido aos danos causados por arranhões, pichações e marcas feitas com chaves e canivetes, o governo defende seu cercamento como a única medida possível para manter o monumento erguido.

 

Veja mais: 8 mil balões recriam o Muro de Berlim

 

Depois da queda do Muro de Berlim, em 9 de novembro de 1989, esse foi um dos poucos trechos mantidos em pé. Em 1990, transformado numa galeria de arte a céu aberto, a East Side Gallery foi pintada por mais de 120 artistas de todo o mundo. Esse símbolo, que representa um misto de esperança e opressão, é uma das atrações mais populares de Berlim e recebe cerca de 3 milhões de visitantes por ano.

 

Saiba mais:

AFP

The Guardian