Enoturismo em pleno sertão nordestino

Os parreirais nordestinos entraram na rota do enoturismo | Foto: José Jayme

 

Por José Jayme

 

Uma das regiões vinícolas que mais vem chamando atenção do mundo todo fica, por ironia, na zona mais árida e desértica de nosso pais: o sertão nordestino. Alta incidência de luz, água do rio São Francisco e solo bom são os ingredientes que possibilitaram o surgimento desse polo produtor, que hoje é também o maior exportador de manga e uvas do Brasil.

 

Uvas e mangas se tornaram importantes produtos regionais | Fotos: Otávio Nogueira (CC BY 2.0)

 

De carona na produção de uvas veio a produção de vinho, que se destaca por ter duas, até três, safras em um único ano. Os vinhos e espumantes do Vale do São Francisco também se destacam pela personalidade e características próprias, vindas das particularidades de seu solo e incidência solar.

 

Confira também:

 

Não demorou muito para que, junto com a indústria vinífera, o enoturismo nas vinícolas do Vale do São Francisco se desenvolvesse. Ainda muito dependente de visitas de empresários que viajam à negócios para Petrolina (PE), os passeios  têm um charme todo especial e estão recebendo cada vez mais turistas. Então destacamos dois passeios imperdíveis para explorar o enoturismo em pleno sertão nordestino.

 

Vapor do Vinho

 

O barco Rio dos Cunhas ancorado Sobradinho | Foto: José Jayme

 

Todos os sábados domingos e feriados nacionais, às 9h, o barco Rio dos Cunhais parte do centro de Juazeiro/BA (a depender do período de secas, os turistas podem ir ao encontro dele em um ônibus até uma área navegável onde o barco se encontra) até a vinícola Miolo Wine Group, onde os visitantes podem conhecer desde os parreirais até a produção de vinho, seguida de degustação. Na sequência, a visita passa pela fazenda Fortaleza, onde fica a produção de frutas tropicais em áreas irrigadas. Uma rápida visita ao packing house (local de empacotamento) da fazenda para experimentar uvas de mesa, mangas e mel de abelhas.

 

O passeio segue para o Sobradinho, um dos maiores lagos artificiais do mundo. O barco entra na eclusa (espécie de elevador de água, para deslocar o barco em diferentes níveis do rio) e segue para um banco de areia conhecido como “ilha da fantasia” (assim batizada devido a uma homônima série de TV de sucesso que estava em evidência na época), tudo isso acompanhado de um bem servido almoço e música ao vivo, além das informações turísticas do guia que, por vezes, é o próprio dono do barco. Após um banho na ilhota, o passeio termina com um belíssimo pôr do sol.

 

Os visitantes se divertem ao mesmo tempo em que aprendem | Fotos: José Jayme

 

O passeio completo, com almoço, visita à vinícola e degustações, dura 10h e custa R$ 150 por pessoa. Há opções mais baratas, como a Barca Nina (da mesma empresa) que vai somente à Ilha da Fantasia: dura 5h e custa R$ 90 por pessoa. Esse passeio faz a eclusagem no sentido inverso, subindo o rio São Francisco.

 

Rota das águas aos vinhos

 

Espumantes também fazem são degustados | Foto: José Jayme

 

O passeio acontece na vinícola Rio Sol e pode ser feito por contra própria (já que a vinícola está a apenas 70km de Petrolina) ou através da empresa Opção Turismo que, além do translado, fica responsável por estender o passeio pelas águas do Rio São Francisco.

 

O tour básico se inicia na loja de fábrica com a recepção dos turistas e segue para os parreirais. Lá você aprende sobre o processo de plantio e crescimento das uvas, bem como suas características, e pode comê-las direto do pé. 

 

Os diferentes rótulos da Rio Sol são expostos e comentados | Foto: José Jayme

 

O passeio segue pela fábrica, onde as uvas são beneficiadas para a produção do vinho e segue para a adega onde são explicados maiores detalhes sobre os rótulos produzidos.

 

Se optar pelo passeio com a agência, a extensão do tour te levará a um passeio de catamarã, onde é possível fazer degustação de vinhos e espumantes da vinícola, além de um banho nas águas do velho chico. Em seguida tem um almoço numa casa à beira do rio (que inclusive serviu de cenário para a gravação da série da Globo “Amores Roubados”), com uma refeição regional (como feijoada, carne de sol, macaxeira) acompanhado de… mais vinho!

 

O passeio apenas pela vinícola dura 2h e custa R$ 15,00. O passeio completo tem a duração de 6h e sair por R$ 170,00.