Dicas para viajar no inverno

Snowboard no Canadá: opção para viajar no inverno

Viajar no inverno: snowboarding e outros esportes sempre são uma opção | Carolina Caio

 

Por Carolina Caio

Viajar para países frios durante o inverno pode ser uma experiência muito desejada por uns, e sequer imaginada por aqueles que não se dão muito bem com as baixas temperaturas.

 

Pensando nessas pessoas que se sentem intimidadas quando os termômetros se aproximam do zero, listei algumas dicas para viajar no inverno que podem ajudar a aproveitar o destino ao máximo!

 

  • Se houver probabilidade de nevar no destino, não deixe de levar sapatos e casacos impermeáveis. Afinal, ficar com as roupas e os pés molhados no inverno é uma péssima ideia. Marcas como The North Face, Quechua, Columbia entre outras vendem esses tipos de roupas.

 

  • Usar roupas fáceis de tirar e colocar pode facilitar a viagem. Países com invernos rigorosos costumam ter aquecedor em todos os ambientes fechados. Isso faz com que estejamos sempre tirando os casacos e acessórios ao entrar nesses ambientes (atenção para as combinações) e colocando-os ao sair;

 

  • Para não se sentir desconfortável, tente usar tipos específicos de roupas quentes e em diversas camadas. Uma opção é vestir calças e blusas térmicas, que mantêm o corpo aquecido. Por ser mais fina, segunda pele é uma opção menos quente, mas também um pouco mais discreta. Pode-se usar em conjunto peças de lã, que são muito eficientes e acessórios como luvas e cachecol;

 

  • Para quem vai deixar os pertences em alguma chapelaria de bar ou restaurante, sugiro que coloque o cachecol dentro de uma das mangas do casaco maior. Dessa forma, você não corre o risco de deixá-lo para trás ou de esquecê-lo;

 

  • Após longas horas de viagem, um banho certamente é um dos maiores desejos. No entanto, cuidado com os banhos muito quentes. A água em alta temperatura pode gerar algum tipo de desconforto na pele ressecada, principalmente se o destino onde você estiver for mais seco do que o de origem – hidrate-se bastante;

 

  • No inverno o corpo necessita de mais nutrientes e energia para manter-se aquecido. Assim, é fácil aumentar o apetite e difícil resistir a pratos típicos e deliciosos. Então, não se preocupe em ganhar alguns quilinhos enquanto viaja. Deixe a dieta para depois;

 

  • Leve sempre garrafinhas de água e snacks, como barrinha de cereal, chocolate ou qualquer outra coisa fácil de comer. Durante aquele passeio, quando bater a fome e não for possível parar, os lanchinhos farão as vezes de uma refeição;

 

  • Faça uma pesquisa sobre os locais que você deseja visitar. Museus, teatros, e demais atrações têm horários de abertura e fechamento diferentes durante o inverno. Geralmente abrem mais tarde e fecham mais cedo do que no verão;

 

  • Os períodos de sol são reduzidos durante o inverno, é comum clarear por volta das 08h-09h e escurecer aproximadamente às 16h-17h. Programe a viagem considerando os passeios que deseja fazer com a luz do dia. Sugiro que passeios ao ar livre, como em parques e paisagens naturais sejam feitos durante essas poucas horas de sol. Algumas atrações podem ser deixadas para quando escurecer, como teatros, shows, restaurantes, bares, museus e exposições que ficam abertos até mais tarde. Além disso, caminhar pela cidade iluminada é sempre uma boa ideia.

 

  • Pesquise se na região há estações de esqui ou campeonatos de esportes de inverno. Que tal aproveitar sua viagem para assistir um jogo de hóquei no gelo ou um campeonato de curling? Vai fazer esqui ou snowboard? Já ouviu falar de esqui cross-country? Estações de esqui estão espalhadas pelo mundo todo, mas há algumas bem pertinho do Brasil, como na Argentina e no Chile.

 

  • Tome cuidado ao dirigir se estiver nevando. A dica também é válido no caso de já haver nevado: por causa do gelo, a estrada torna-se extremamente escorregadia. Se for alugar um carro, certifique-se que os pneus são os especiais para a neve. Mas, acima de tudo: fique de olho na previsão do tempo para não ser surpreendido por uma nevasca.

 

  • E que tal alugar um carro de uma cor não muito discreta para não correr o risco de ser camuflado pelo branquinho da neve?

 

Destinos perfeitos para viajar no inverno:

 

Aventuras no Parque Nacional de Banff, no Canadá

Os destaques da Transiberiana, a maior ferrovia do mundo

Cidades e vilarejos para conhecer na Áustria