Como viajar pela Europa: trem, ônibus, avião ou carona?

Trem da Thalys que liga Paris a Bruxelas | Foto Thomas Depenbusch

Trem da Thalys que liga Paris a Bruxelas | Foto Thomas Depenbusch

 

Por Jamile Diniz

 

Quando se fala em como viajar pela Europa, a primeira coisa que vem à cabeça, tratando-se de meios de transporte, é o trem. É fato que trens são bastante práticos e existem estações em quase todas as cidades, mas essa forma de locomoção pode ser muito cara e nem sempre a mais confortável. Aqui vão algumas dicas de como viajar pela Europa gastando bem menos.

 

Como viajar pela Europa de ônibus

Ônibus da Flixbus | Foto Peter Thoeny

Ônibus da Flixbus | Foto Peter Thoeny

 

Sim, o “buzão”, bem conhecido pelos brasileiros, é uma das melhores opções pra quem quer viajar sem desembolsar muito. Vale lembrar que na Europa é mais barato que no Brasil, devido às muitas outras opções de transporte.

 

Uma viagem de Berlim a Düsseldorf, por exemplo, que dura 4h, sai por €65 com o trem de alta velocidade  (isso na baixa temporada, durante as férias os preços sobem). Já de ônibus, pela empresa Postbus, essa mesma viagem leva 5h30, mas custa meros €10. A viagem é mais longa, mas o tempo passa rápido, tendo em vista que há wi-fi a bordo, algo que nos trens só existe para a primeira classe.

 

Em viagens mais longas, como é o caso de Düsseldorf a Paris, o desconforto é algo que deve ser levado em consideração já que os ônibus podem ser um tanto quanto apertados.

 

Durante o verão, essa viagem de trem leva 6h e custa, em média, €150. Já de ônibus, com a empresa Flixbus, o trajeto é percorrido em 8h e custa €25 – ou menos. Uma dica valiosa é pegar o ônibus à noite e chegar em Paris pela manhã. Muito provavelmente será uma das noites mais mal dormidas da sua vida, mas os €125 economizados serão úteis na cara Cidade Luz.

 

Vale simular os horários e verificar os valores dessas companhias de ônibus: Flixbus, Postbus, Eurolines, Megabus.

 

Como viajar pela Europa de avião

Ryanair, a mais conhecida companhia low-cost da Europa | Foto Mathew Bedworth

Ryanair, a mais conhecida companhia low-cost da Europa | Foto Mathew Bedworth

 

Outra boa opção, muito mais rápida, por sinal, são as companhias aéreas low-cost, algo bastante difundido pela Europa. Trata-se de algumas empresas que eliminam luxos e confortos da aeronave para que a passagem possa ter um preço infinitamente mais acessível. E bota acessível nisso!

 

Na Ryanair, a mais conhecida dessas companhias, acontecem sempre promoções e por vezes é possível pagar apenas €10 pra ir a qualquer destino na Europa.

 

Mas é preciso atentar-se para alguns detalhes: são cobradas taxas para tudo e os aeroportos dessas companhias ficam em lugares afastados, às vezes sendo necessário pagar um transfer para chegar até lá. Isso tudo faz com que a viagem não seja tão barata quanto a propaganda inicial dá a entender, mas aqui vão algumas dicas aos que ainda acham que vale a pena:

 

  • Faça o check-in e imprima seu cartão de bordo em casa, caso contrário, serão cobrados €45 (ou libras) no aeroporto.
  • Chegue ao aeroporto com bastante antecedência e procure todas as informações necessárias na internet. Sim, essa dica soa muito óbvia e banal, mas em companhias como a Ryanair quase não há funcionários dando informações e os aeroportos estão sempre lotados e cheios de filas. Se confundir e perder o voo é bem comum. Se isso acontecer, será necessário pagar €100 (ou libras) para remarcar.
  • As companhias low-cost normalmente têm uma malha aérea mais limitada. Vale checar os sites das empresas e ver para onde cada uma delas opera voos. Na Europa, as mais conhecidas são: Ryanair, EasyJet, Condor, Cityjet, XL Airways, Jet2, Hop e WizzAir.

 

Como viajar pela Europa de carona

Não precisa mais pedir carona assim! | Foto visualhunt.com

Não precisa mais pedir carona assim! | Foto visualhunt.com

 

O meio de locomoção que há tanto tem sido praticado por viajantes mudou de cara com a era da internet. Para muitas pessoas parece inconcebível ir à beira da estrada e levantar o polegar. Em alguns lugares isso sequer é permitido. No entanto, fazer isso por meio de um aplicativo parece algo mais simples e aceitável. O Blablacar é uma maneira segura de pedir e de oferecer carona. Além de te permitir economizar uma boa grana, te leva a conhecer gente nova.

 

O aplicativo consiste em um condutor oferecer o espaço livre que tem no carro a um passageiro que quer ir na mesma direção. O passageiro faz o pagamento para o site e recebe um código que deve entregar ao motorista para que este possa receber o dinheiro. Depois da viagem um avalia o outro pelo aplicativo.

 

Em países como a Alemanha, em que não há pedágio, o aplicativo vale ainda mais a pena. Assim, no mínimo duas pessoas dividem um custo não tão alto e ainda viajam de maneira confortável. Pro viajante é ainda mais interessante já que terá a possibilidade de conhecer um nativo, ou até mesmo outro viajante. Além do contato com a cultura, pode receber dicas de barbadas e roubadas. Quer melhor?