Ao marcar minha viagem para o Uruguay, não sabia muito o que esperar. Tinha tentado algumas vezes encontrar um guia do país sem sucesso, até que um belo dia, passeando pela livraria, achei O Viajante – Uruguay. Logo se mostrou um bom investimento. Com ele pude conhecer um pouco da história do país, aproveitar algumas dicas muito interessantes  e conhecer lugares que teriam passado despercebido. Um bom exemplo disso foi a parada em Nova Helvecia e em Piriápolis (estava viajando de carro e pude conhecer essas duas cidades lindas). Gostei muito das dicas de gastronomia, de museus e de bairros menos turísticos que valem a visita (como Prado em Montevideo). Ainda bem que encontrei o guia antes de viajar !!! E quanto ao país, foi incrível. Estou encantada com a educação e a gentileza das pessoas, com o tanto de área verde que podemos ver pelo país inteiro, com comidas e bebidas deliciosas e um clima bem agradável! Não vejo a hora de voltar para lá!!!

Carolina Scherlovski

Muito interessante. Indicado pelo meu filho e todas as vezes que viajei, pesquisei nesse site e deu certo. Com coerência as observações. Grata.

Angela Gurgel

Gostaria de dar um feedback sobre o guia que comprei no ano passado, o guia sobre Londres. Escolhi com muito cuidado o guia que iria comprar, pois ele iria me acompanhar em uma das melhores e mais importantes experiências da minha vida: um intercâmbio de três meses em Londres. Confesso que comecei a pesquisar com um modelo já pré-determinado que gostaria. Mas me interessei bastante pelo O Viajante, e resolvi arriscar. Não poderia ter arriscado melhor! O guia é maravilhoso! As informações são precisas e muito úteis. A divisão por regiões facilita muito para quem quer passear a pé, o que era o meu caso – as indicações que o texto dá, indicando para onde seguir para ver o próximo ponto de interesse ali perto são brilhantes. E as explicações de detalhes históricos são sucintas e imprescindíveis.
Mas o melhor de tudo mesmo é que o guia traz não apenas os pontos turísticos consagrados. Graças ao O Viajante, conheci lugares que poucos turistas visitam em Londres.
Obrigada, O Viajante!
Agora estou programando uma viagem ao Chile, e vibrei ao perceber que também há uma versão para esse país.

Sabrina Didoné

Bom atualmente moro em Portugal, mais precisamente no Algarve, caso queiram alguma ajuda no toca a respeito da parte de Portugal estou a disposição ok? Tenho uma pequena critica quanto a esta parte no guia do Zizo e os viajantes (apesar de ser fantástico) o capitulo Portugal tá muito, muito magrinho, não fala de Silves, Faro, Sintra como merece, mas isso não tira os méritos do guia. Quase morri de nervosismo em Madrid quando o esqueci sobre a cabine telefônica de uma estação de ônibus, mas logo depois o recuperei. Muito obrigado e um bom trabalho.

Jorge

Me dei de presente de Natal o Guia para o viajante na América do Sul, o melhor presente dos últimos anos. Fiquei tão feliz de ter encontrado um guia sobre os nossos vizinhos que nem pensei quando iria usá-lo. Como estava gostando da leitura, acabei levando meu presente para Porto Alegre e, surpresa, decidi seguir as dicas e continuar viagem até o Uruguai. As informações foram fundamentais já que a viagem não tinha sido planejada. Usei e abusei, da hospedagem ao cyber café, do ônibus aos passeio de bicicleta pela rambla. Com uma vantagem: o dólar também subiu por lá e a viagem acabou saindo mais barata. Bom, agora já estou planejando a próxima – com o guia em mãos, claro! Um abração pra vocês.

Sheila

E AI GALERA!!! Antes de tudo gostaria de parabenizá-los pelo guia… comprei a mais de 1 ano em Porto Alegre quando estava planejando minha vigem… depois de ver uma palestra do Zizo levei o guia mais a serio ainda… o cara é daqueles mochileiros de botar fé! …Então, com o guia embaixo do braço parti pra London, …estudei e trabalhei durante 5 meses, como waitress e barwoman… foi uma experiência show! Além de ter juntado uma graninha pra viajar… No momento estou em Munich, esperando o trem pra Wien… nesses 6 meses na Europa já passei pela Escócia, Paris, Amsterdã e Suíça… no começo minha amiga gozava que eu não podia viajar sem o “Guia Criativo do Viajante Independente na Europa” (é um nome meio estranho…!)… Hoje conheço vários brasileiros aqui na Europa que também não viajam sem o guia, e os que não tem tão querendo comprar… inclusive a minha amiga! E seguindo o guia que planejei e to planejando a minha trip, pois ainda vou pra Áustria, Dinamarca, Bélgica, Itália, Espanha, Portugal (e porque não Grécia apesar da friaca?)… VALEU ZIZO E EQUIPE PELO “guia criativo”!… Ah, e eu não poderia deixar de comentar que foi através do guia que chegamos a GRYON, um vilarejo perdido no meio dos Alpes Suíços, num hostel que e simplesmente tudo na vida! PS: rolou ate festa na montanha (estação de ski)… ERA ISSO… Parabéns pelo trabalho!

Mari

A primeira coisa que eu fiz quando descobri o site foi comprar o guia, que alias tem sido muito útil no planejamento da viagem. Gostaria de parabeniza-los pela iniciativa, e o fato do guia ser feito por brazucas faz toda a diferença em relação aos guias da Lonely Planet e similares, que considero excelentes. A única sugestão que eu faria seria a inclusão de mais fotos (preferencialmente de paisagens ou do povo local). Acho que seria uma excelente oportunidade para vcs começarem a elaborar um guia sobre o Brasil, focando principalmente o ecoturismo, que apesar de ainda ter uma estrutura precária no país, não tem igual em nenhum outro lugar do mundo. Abraços.

Simone

 

Tem uma frase ótima que eu e, tenho certeza, todos os viajantes se identificam muito que diz… “…muito pior do que não completar uma viagem, é nunca partir…” Amyr Klink É isso aí mochileiros, nunca percam este espírito de aventura e cuidem do nosso Planeta!! Vibrações positivas para todos.

Claudia Paz

OLÁ, TUDO BEM? Realizei uma grande viagem em abril, 25 dias de duração, indo de carro desde Porto Alegre até o deserto do Atacama, onde escalei o vulcão Licancabur (5960m), após cruzei a fronteira para a Bolívia, atravessei o Altiplano boliviano até o Salar de Uyuni, fui até La Paz, conheci as ruínas de Tiahuanaco, Lago Titicaca, Copacabana, Ilha do sol, entrei no Peru, fui até Cuzco, todas as ruínas da região, vale sagrado, Machu Picchu, depois desci até Nazca, sobrevoei as Linhas, retornei pelo litoral até Arequipa, subi o Canon de Colca, fui até a Nascente do Amazonas, desci novamente até o litoral e retornei pelo Chile via deserto do Atacama e Passo de Jama, cruzei o Chaco na Argentina, retornando novamente a POA, num total de 11.000 km rodados sendo que cerca de 2.000km FORA DE ESTRADA! O GUIA DE VOCÊS FOI SIMPLESMENTE PERFEITO, usado absolutamente TODOS OS DIAS, sempre com dicas certeiras, tanto de lugares, paisagens, regiões, hotéis, mapas – TUDO! Em todas as cidades que ficamos os locais escolhidos foram totalmente fiéis à descrição do guia, bem como os mapas, atrações, etc – VOCÊS ESTÃO DE PARABÉNS!! Um grande abraço.

Carlos Ketzer Fagundes

Olá Pessoal, o máximo o site!Parabéns pelo trabalho! Já conheço O Viajante de outras épocas quando viajei toda Europa com o livro embaixo do braço e foi a melhor das melhores coisas q eu e meu marido poderíamos ter feito! Obrigada, vcs foram mais que perfeitos, foram amigos! Agora pintou uma viajem de última hora a trabalho para Paris – que já conheço – com uma esticada na Rússia, por favor, ajudem-me, não estou encontrando nada de dicas, e gostaria de saber tudo sobre teatro, exposições, restaurantes… Conto com vcs, super obrigada.

Daniele