A Berlim de David Bowie

David Bowie foi tema de exposição em Berlim, em 2014 | Foto por Songkran (CC BY-NC SA)

A exposição “David Bowie Is” passou por Berlim em 2014 | Foto por Songkran (CC BY-NC SA)

 

David Bowie, cantor inglês falecido no último dia 10, morou apenas entre 1976 e 1979 em Berlim. No entanto, esses anos na capital alemã foram de suma importância para sua carreira, resultando em três álbuns conhecidos como Trilogia de Berlim: Low (1977), Heroes (1977) e Lodger (1979). O astro do rock também deixou sua marca na cidade e, hoje, vários lugares que ele frequentou são pontos de peregrinação dos fãs e podem ser facilmente visitados.

 

A Berlin Music Tour organiza dois tours pela Berlim de David Bowie. O mais caro, Bowie Berlin Tour é feito de ônibus e, além de percorrer os principais pontos que marcaram a trajetória do músico na cidade, também inclui a visita ao Hansa Studios. De acordo com o site, essa é a única maneira de visitar o estúdio em que Bowie gravou dois dos álbuns da Trilogia de Berlim. O passeio, que deve ser agendado com antecedência, dura de 3h a 4h e custa €89 por pessoa.

 

Para quem se contenta com uma visita mais simples (e mais barata!), a mesma empresa organiza também uma caminhada pela Berlim do músico inglês, a Bowie Berlin Walk. Esse passeio, feito a pé e de metrô, passa por: Hansa Studios, Parlamento, prédio onde o cantor morava e Café Neues Ufer, em Schöneberg. Esse tour costuma acontecer aos domingos, dura 3h e custa €14 por pessoa.

 

No entanto, quem preferir vistar apenas um ou outro lugar e, de quebra, ainda economizar uns euros, pode ir até esses pontos por conta própria – e mesmo aqueles que não são exatamente aficionados pelo cantor devem se interessar. Isso porque, em Berlim, boa parte dos lugares está relacionada de alguma forma a acontecimentos recentes envolvendo os tempos em que a cidade esteve dividida em duas. Um prato cheio para quem curte História!

 

Conheça alguns dos locais de referência do período de David Bowie na capital alemã:

 

Schöneberg

Hauptstrasse 155, endereço de Bowie em Berlim | Foto por Detmar Owen (CC BY-SA 3.0)

Hauptstrasse 155, endereço de Bowie em Berlim | Foto por Detmar Owen (CC BY-SA 3.0)

 

Estação de metrô: Kleistpark

 

Quando se mudou para Berlim, em 1976, foi em um apartamento na Hauptstrasse 155, em Schöneberg, que Bowie morou com o amigo Iggy Pop. Praticamente ao lado, na Hauptstrasse 157, está o Neues Ufer, um café/bar que ele costumava frequentar – uma foto do cantor na parede serve como homenagem. Desde que o cantor morreu, uma petição online tem pedido para trocar o nome dessa rua para David Bowie Strasse. O bairro de Schöneberg é conhecido por ser um reduto gay, repleto de bares e cafés alternativos.

 

Hansa Studios

Fachada do Hansa Studios | Foto por dirrksv (CC BY-NC-SA 2.0)

Fachada do Hansa Studios | Foto por dirrksv (CC BY-NC-SA 2.0)

 

EndereçoKöthener Strasse 38

Estação de metrô: Potsdamer Platz

 

O estúdio em que Bowie gravou Low e Heroes é interessante não apenas pelo vínculo do artista – foi da janela do estúdio, ao avistar um casal se beijando nas imediações do muro, que ele se inspirou para compôr Heroes, um de seus maiores sucessos –, mas também pela importância histórica da região.

 

O local está nas imediações da Potsdamer Platz, praça destruída na Segunda Guerra Mundial, que, durante a existência do Muro de Berlim (1961-1989), era conhecida como “terra de ninguém”, uma vez que a área não pertencia a nenhuma das partes. Após a reunificação da Alemanha, a praça foi rapidamente reconstruída e hoje é um dos lugares mais movimentados da cidade.

 

Reichstag

O Palácio do Parlamento à noite | Foto por AnDi Kamera (CC BY-NC 2.0)

O Palácio do Parlamento à noite | Foto por AnDi Kamera (CC BY-NC 2.0)

 

EndereçoPlatz der Republik 1

Estação de metrô: Branderburger Tor

 

O show mais emblemático de David Bowie na cidade não aconteceu no período em que ele morou por aqui, mas sim em 1987, dois anos antes da queda do Muro, em frente ao Palácio do Reichstag, sede do Parlamento alemão (hoje chamado de Bundestag).

 

O cantor, uma das atrações do Conserto por Berlim, escolheu Heroes (justamente uma música sobre Berlim e escrita em Berlim) para sua performance. A apresentação foi alta o suficiente para que muitos alemães orientais pudessem acompanhar ao vivo, do outro lado do muro – uma oportunidade única, já que a música britânica e americana era proibida.

 

Paris Bar

Paris Bar, no bairro de Charlottenburg | Foto por Fridolin freudenfett (CC BY-SA 3.0)

Paris Bar, no bairro de Charlottenburg | Foto por Fridolin freudenfett (CC BY-SA 3.0)

 

Endereço: Kantstrasse 152

Estação de metrô: Berlin Zoologischer Garten

 

A vida que David Bowie e Iggy Pop levavam em Berlim era bem mais modesta do que o sucesso deles hoje pode dar a entender. Mas, de vez em quando, quando podiam bancar, os dois vinham a esse café, em Charlottenburg, tido como caro e chique na época. O lugar está frequentemente lotado e é bastante conhecido pelo vínculo com o cantor britânico. Essa região é conhecida em função do Palácio de Charlottenburg, residência de verão de Sophie Charlotte, rainha da Prússia.