Aurora Boreal: passo a passo para ver o fenômeno na Noruega

A Aurora Boreal está na bucket list da maioria dos viajantes, mas encontrá-la não é tão simples como muitas pessoas imaginam.  Neste post, vamos tirar todas as dúvidas sobre como viver essa fantástica experiência na Noruega.

 

Aurora Boreal vista nos entornos de Tromsø, Noruega | Foto: Poliana Mendonça

 

Por Poliana Mendonça

 

A Aurora é um fenômeno natural visível apenas dos polos da Terra, tanto no norte, quanto no sul, onde é chamada de Aurora Austral. É interessante frisar que ambas ocorrem ao mesmo tempo, quando rola no norte, rola no sul, e só mudam de nome.

 

Leia também:

 

Como ver?

 

Para ver a Aurora é essencial que seja no inverno e que tenha ocorrido uma tempestade solar, pois as luzes são provocadas pelo encontro desses ventos solares com a nossa atmosfera. O monitoramento da atividade solar pode ser feito através dos sites Aurora Service e/ou Space Weather Prediction Center. A dica principal aqui é ficar atento aos índices de tempestade, os kp. Esse índice deve estar acima de 3, ou seja, quanto mais forte a tempestade solar, maior sua chance de avistar o fenômeno.

 

Existe a equivocada ideia de quanto mais para o norte você for, melhor, e isso não é bem verdade, pois a Aurora Boreal circula o Polo Norte e não incide exatamente em cima do polo. Sua atividade é mais forte nos lugares que se localizam nesse círculo ou logo abaixo dele em locais como Alaska, norte do Canadá, sul da Groenlândia e Islândia, norte da Noruega, Suécia e Finlândia.

 

Por que a Noruega?

 

Vista de Tromsø  a partir do Fjellheisen, teleférico que liga ao ponto mais alto da cidade

 

Dentre os lugares citados onde é possível avistar a Aurora, a Noruega possui uma das condições mais favoráveis, já que  Tromsø, a cidade-base para avistar o fenômeno, é ligada a Oslo por voos diretos e de fácil acesso. Com 75 mil habitantes, é também uma linda cidade na beira dos fiordes  e conta com uma universidade, boa infraestrutura hoteleira, museus e muitos bares e restaurantes.

 

A arquitetura moderna da Catedral do Ártico

 

Por se localizar na costa do país, a influência da Corrente do Golfo faz com que as temperaturas sejam consideradas amenas para uma região localizada no Círculo Polar Ártico. Enquanto no Canadá é normal pegar temperaturas abaixo dos -30ºC, em Tromsø é comum que os termômetros fiquem em torno de -10 ºC. A questão da temperatura é um fator importante, pois, para ver a Aurora, provavelmente você irá passar uma madrugada ao ar livre em pleno inverno do Ártico.

 

Museu Polaria

 

Turismo da Aurora

 

Chegando em Tromsø, a primeira coisa a ser feita é fechar um passeio de caça à Aurora. Sim, infelizmente não é uma atividade que dê para fazer por conta própria, pois encontrar o fenômeno pode, muitas vezes, precisar de uma longa busca.

 

Dentre tantas opções de agências especializadas, escolha uma que não faça o passeio em ônibus, e sim em pequenas vans. Eu garanto que você vai preferir ter essa experiência acompanhado de poucas pessoas, e não de 30.

 

As luzes verdes e brilhantes do fenômeno | Foto: Poliana Mendonça

 

O passeio funciona da seguinte forma: aproximadamente às 18hs (horário em que já é noite por lá), as vans saem do centro da cidade em busca da Aurora. Os guias monitoram a atividade solar e basicamente saem dirigindo em busca das condições favoráveis, que são: céu limpo (sem nuvens) e ausência de luzes artificiais. Quanto mais escuro melhor. 

 

Encontradas as condições, agora é hora de sentar e esperar. Geralmente está incluído no pacote um lanchinho, e então o passeio se torna num piquenique no gelo, de madrugada.

 

Realmente, é uma das experiências mais incríveis que um viajante pode ter | Foto: Poliana Mendonça

 

Não há como descrever a sensação de estar em um lugar inóspito, escuro, totalmente em contato com a natureza, todos na mesma expectativa, vasculhando o céu a procura da aurora. Nada na vida vai te preparar para o momento em que as luzes verdes aparecem e começam a dançar no céu do Ártico. É um momento indescritível e que vale a pena o investimento, o esforço e o frio.