Alpes: uma viagem sobre as nuvens

Trilha em XX, o ponto mais alto da Europa | Foto por Felipe Bauermann

A cadeia montanhosa vista de cima das nuvens | Foto por Felipe Bauermann

 

Por Felipe Bauermann

Para quem gosta de caminhar ou fazer trilhas na montanha, a pequena cidade austríaca de Villach, a 350km de Viena, oferece uma das mais impressionantes vistas alpinas. Localizada no sul do país, próxima à fronteira com a Eslovênia, Villach é uma cidade colorida e vibrante, que por si só já valeria a pena. Porém, o que a torna ainda mais incrível é, sem dúvida alguma, a possibilidade de conhecer, em um dia de sol, a enorme cadeia de montanhas da Europa vista de cima das nuvens.

 

A pequena cidade de Villach, na Áustria | Foto por Felipe Bauermann

A pequena cidade de Villach, na Áustria | Foto por Felipe Bauermann

 

Caso não esteja em um ônibus de excursão, será necessário alugar um carro ou tomar um táxi para este passeio. Do centro da cidade, parte-se rumo à estrada panorâmica “Alpinestrasse”, ou Rua dos Alpes, ponto inicial da aventura. Após pagar o ingresso (15), o viajante tem o direito de permanecer na montanha até o final do dia.

 

A partir de então, trafegando pela estrada de 16,5km bem pavimentados, encontram-se 10 estacionamentos, junto aos mirantes – para que se possa admirar e fotografar a paisagem ao mesmo tempo em que a altitude vai aumentando. A altitude inicial da estrada é de 550m, e a final é de 1.732m.

 

Alpinestrasse, primeiro ponto da subida | Foto por Felipe Bauermann

Alpinestrasse, primeiro ponto da subida | Foto por Felipe Bauermann

 

Para quem não está disposto a se exercitar, o último estacionamento é literalmente o ponto alto do dia: o cenário deslumbrante dos cumes alpinos emergindo das nuvens brancas. Pode-se aproveitar, então, o pequeno restaurante onde são servidas comidas típicas da região. Eu aconselho provar o chucrute com linguiça – “sauerkraut mit wurst” em alemão (você não vai encontrar cardápio em inglês).

 

Os mais aventureiros certamente não se darão por satisfeitos e subirão até o topo da montanha Dobratsch, a 2.167m acima do mar, onde está localizada a igreja em maior altitude do continente europeu. Para esses, o ideal é que levem seu próprio lanche ou comam algo leve no restaurante, como saladas e sanduíches.

 

Trilha para | Foto por Felipe Bauermann

Trilha em direção à montanha Dobratsch | Foto por Felipe Bauermann

 

O trajeto até o cume é muito bem sinalizado, e a pista de caminhada é bastante ampla. Existem placas com uma numeração decrescente, começando em 176 (no início da trilha) e terminando no número 1, no final. Dessa forma, você sempre saberá se está perto ou se ainda está longe da chegada.

 

Logo após as primeiras 15 placas, existe a possibilidade de tomar outro caminho – este menos sinalizado e bem mais íngreme –, mas que apresenta ainda mais ângulos para serem capturados pela câmera. Caminhando em ritmo normal pela trilha padrão, chega-se ao topo em aproximadamente 2h. Pelo trajeto alternativo, é possível reduzir o tempo à metade e conquistar o cume em apenas 1h.

 

A cima das nuvens | Foto por Felipe Bauermann

Em cima das nuvens | Foto por Felipe Bauermann

 

Lá em cima há ainda outro restaurante – onde vendem água sem gás ao preço absurdo de €5, talvez pela alta procura dos turistas despreparados que, como eu, esqueceram de trazer suas próprias garrafinhas. Depois do restaurante, uma rápida subida de cerca de 5min conduz definitivamente ao topo, onde o turista descobre que na verdade não se trata de uma igreja, e sim de uma minúscula capela – e que ainda fica trancada. Mas nada é capaz de ser decepcionante quando se chega ao pico Dobratsch, pois a vista é, sem exagero, de tirar o fôlego!

 

Pequena capela no Pico Dobratsch | Foto por Felipe Bauermann

Pequena capela no pico Dobratsch | Foto por Felipe Bauermann

 

A volta é sempre mais tranquila e menos cansativa, porém é recomendável descer pela trilha padrão, já que a trilha alternativa, por ser mais vertical, pode se tornar perigosa. Chegando ao estacionamento, é hora de voltar, após um passeio maravilhoso pelas montanhas alpinas. Agora, nada como um bom jantar no animado centro de Villach para recuperar as energias.

 

villach 4

Descanso em Villach para finalizar o dia | Foto por Felipe Bauermann