5 experiências imperdíveis para se ter em Belo Horizonte

 

Por José Jayme

 

Até um tempo atrás, a minha resposta para a pergunta “qual cidade você gostaria de conhecer no Brasil?” estava na ponta da língua: Belo Horizonte. E essa expectativa é um perigo para um viajante, pois quando você vai aguardando o melhor de um lugar, a responsabilidade desse lugar em atender toda essa esperança só aumenta. Mas Belo Horizonte encarou esse desafio e o venceu! Retornei de lá feliz em conhecer não só a capital mineira, com seus prédios imponentes, mas de entrar em contato com uma cultura pulsante e um povo hospitaleiro e sorridente. Se você quiser conhecer o melhor de “Beagá”, não deixe de fazer essas cinco coisas na capital mineira.

 

Leia também:

 

1. Andar de Bicicleta pela Pampulha

A Igreja da Pampulha

 

Alugue uma bike e pedale os 18km do entorno da Lagoa da Pampulha, região ao norte da capital. O conjunto, inaugurado em 1943, foi projetado por Oscar Niemeyer a pedido do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Além das belezas naturais, é relaxante observar os vários expoentes arquitetônicos modernistas do local, como a a Capela Curial de São Francisco de Assis) e o Museu de Arte da Pampulha. O complexo arquitetônico foi transformado em Patrimônio Mundial da UNESCO em 2016.

 

 

2. Ver a vida passar na Praça da Liberdade

 

Localizado na região da Savassi, a Praça da Liberdade é outro lugar fácil para você perder horas respirando os ares da cidade. Tanto que, além de admirar o verde do lugar, ainda pode ter a sorte de ficar horas conversando com os Sr. Melo e o Sr. Sérgio, frequentadores da praça e amantes de aves. Não é difícil encontrá-los alimentando os pombos e, num bate papo descontraído, aprender sobre a migração de alguns pássaros da região e as diferentes espécies que ali frequentam. Sabe o que é uma pomba trocal? Pois sente uns minutos ao lado deles que você aprenderá.

 

 

3. Vivenciar o Mercado Central de Belo Horizonte

 

Parada obrigatória para entender o que é ser mineiro. Cultura e gastronomia se encontram nesse lugar com seus diversos stands de cachaça e queijos, além de diversos bares e botecos. E por falar em boteco…

 

4. Botecar

 

Os bares e botecos de Belo Horizonte são uma atração à parte e precisam entrar em sua rotina quando estiver na cidade. São tantos que não vale a pena ir em apenas um por dia. Muito menos tentar a loucura de querer conhecer todos nesse mesmo período. Visite do premiado Casa Cheia no mercado central, a histórica cantina do Lucas no centro e o despojado churrasquinho do Luizinho no bairro do Prado.

 

5. Escolher um (ou vários) bate e volta

Galeria do Instituto Inhotim

 

Há vários lugares que você pode visitar a partir de Belo Horizonte. Provavelmente o mais procurado é Inhotim, o maior centro de arte ao ar livre da América Latina e morada de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil. Mas você também pode conhecer a cervejaria Backer e seus diversos rótulos, ou as cidades históricas de Ouro Preto, Mariana, Tiradentes e São João Del Rey.