4 dicas para futuros intercambistas

globo01

Foto por fdecomite

 

Por Viviane Pereira S. Tessaroto

 

A experiência de fazer intercâmbio nem sempre é tão empolgante do início ao fim. O tal do choque cultural existe e se não mantivermos o controle ao nos darmos conta de que estamos longe da família e dos amigos, desistimos rapidamente, embarcando no primeiro voo com destino ao nosso país. Por isso hoje darei algumas dicas para que o desembarque e os primeiros dias no novo endereço não sejam tão apavorantes.

 

1. O trajeto é sempre cansativo, descanse em um primeiro momento

Você vai ficar mais de 10h dentro de um avião, em alguns casos fará conexões longas em outros países, com diferentes fusos horários antes de chegar no destino. Tudo isso dará um nó na sua cabeça. E, quando você entrar em seu dormitório, já na sua casa, todo o desgaste que até então você não tinha sentido durante a viagem virá à tona.

 

Por isso, a dica é: chegue, encoste as malas em um canto, tome um bom e demorado banho e descanse; deixe pra arrumar malas, sair para conhecer a cidade e fazer outras coisas no dia seguinte ou assim que você se sentir mais descansado.

 

2. Depois de um bom banho e um bom descanso, que tal conhecer a cidade?

O tal do choque cultural existe e pode ser assustador logo no primeiro momento. Quando nos deparamos com um país diferente, um idioma diferente e uma cultura diferente, o medo é inevitável e nos leva ao desespero, mas ele vai embora logo após o primeiro passeio pelos quarteirões do bairro.

 

Que tal sair para ver o que tem de bom perto de sua casa? Observar o comportamento das pessoas, o fluxo dos veículos, o transporte público e as atividades que acontecem ao seu redor são as melhores maneiras de “marcar o território” e se sentir em casa já que ali será mesmo a sua casa por algum tempo, seja ele curto ou longo.

 

Entrar no supermercado, comprar produtos que você nunca viu nos hipermercados do Brasil também é um ótimo passatempo para o primeiro dia de viagem. Após esse primeiro encontro com a nova realidade, tudo começa a ficar interessante e logo surgem os novos amigos, novas experiências, passeios e tudo de bom que foi planejado (ou não) para esta tão esperada viagem.

 

3. Hora de conhecer seus novos amigos

Essa é a melhor parte. Encontrar pessoas de diferentes regiões do planeta, observar seus costumes e formas de se comportar e conversar sobre diferentes estilos de vida é algo muito rico. Que tal programar um jantar com o novo grupo de amigos ou uma partida de boliche?

 

Além de ganhar amigos para toda a vida, você irá aperfeiçoar ainda mais o idioma que está estudando (se for o caso) e quem sabe até poderá conhecer um novo idioma. Morei na Inglaterra e meu host father era da Espanha, e como eu já tinha uma noção de espanhol, eu colhia algumas dicas do idioma sempre que surgia uma oportunidade.

 

4. Evite ficar no casulo

Ficar dentro do seu quarto, em frente ao computador vai te deixar deprimido e com saudade de casa. Procure entrar em seu quarto apenas na hora de dormir. Explore a casa, converse com as pessoas que vivem nela, ou, se for necessário, vá procurar algo para fazer fora dela. Tomar um sorvete, comer um Fish ‘n Chips, visitar lugares interessantes, mas não fique dentro do casulo.

 

Se você estiver viajando para fazer um curso de idiomas, com certeza os professores irão te encher de lições de casa, mas evite fazê-las dentro do quarto. Que tal usar o espaço de estudos da própria escola, ou uma cafeteria, ou até mesmo o espaço para estudos em sua casa? Se não tiver este espaço disponível, use a sala de jantar mesmo, mas não se esqueça de perguntar para sua host mother se ela deixa.

 

Curta este momento mágico e cheio de descobertas. É muito difícil, mas tente entrar em contato com a família apenas no final do dia para contar tudo o que aconteceu, até porque as redes sociais estão aí para que você registre os momentos em tempo real, deixando todos cientes de que você está bem e curtindo uma fantástica e inesquecível experiência.