10 destinos na América do Sul

Nós, brasileiros, pouco sabemos do nosso continente. É como se o Brasil vivesse de costas para a América do Sul. E não é assim que nos movemos, em direção ao litoral leste? Ou, voando longe, para os países do Hemisfério Norte?

 

Cordilheiras, cânions e desertos, e também geleiras, oceanos, lagos, cachoeiras, arquipélagos, florestas, savanas, salares, vulcões, fauna, flora, monumentos históricos, relíquias arqueológicas, metrópoles, cidades, povoados, aspectos culturais únicos no mundo… Um continente genuinamente extraordinário, vibrante, politizado, sempre em mutação, com muitas faces e repleto de atrações e belezas naturais. O seu continente, viajante!

 

Esse conteúdo é exclusivo do Guia Criativo para O Viajante Independente na América do Sul

 

1. Cordilheira dos Andes

(Chile, Argentina, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

A maior cadeia montanhosa em extensão do mundo (7.500km) atravessa toda a América do Sul, elevando seus picos mais altos a além dos 6 mil metros de altitude. A cordilheira continua em formação, já que as placas tectônicas que deram origem aos Andes permanecem em movimento.

 

2. Deserto do Atacama (Chile)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

Vulcões nevados, bizarras formações rochosas, lagos de cor azulada e gêiseres que brotam de um solo árido compõem uma paisagem espetacular. O deserto mais alto e seco do mundo ocupa uma extensa área 2.440m acima do nível do mar e é rico tanto em história quanto em atributos naturais.

 

3. Parque Nacional Canaima (Venezuela)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

O parque tem 3 milhões de hectares, é um dos maiores do mundo e provavelmente a principal atração da Venezuela. Criado em 1962 e ampliado em 1975, está estabelecido em uma região com formações rochosas de mais de 1 bilhão e meio de anos. O ponto mais famoso da região é a o Salto Ángel, a maior queda d’água do planeta, com 979m. Mais um superlativo para o continente…

 

4. Machu Picchu (Peru)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

Construído pelos incas na segunda metade do século 14, Machu Picchu foi descoberta pelos ocidentais somente em 1911. Estudiosos ainda divergem a respeito do motivo de sua criação, mas acredita-se que uma de suas principais funções fosse servir como local de descanso para Pachacútec, autoridade máxima do império Inca entre 1438 e 1470. Atualmente, a cidade recebe mais de 800 mil visitantes ao ano e representa 70% da receita turística do Peru.

 

5. Glaciar Perito Moreno (Argentina)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

Localizado dentro do Parque Nacional Los Glaciares, ocupando uma superfície de 250 km², é a mais famosa geleira do continente. É fantástico observar o espetáculo promovido pela geleira quando algum dos enormes paredões de gelo se desprende, gerando forte estrondo ao cair nas águas do Canal de los Témpanos (Canal dos Icebergs).

 

6. Parque Torres del Paine (Chile)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

Localizado entre as montanhas do Andes e as estepes patagônicas, é um dos locais mais intocados do planeta. O lugar é provido de elementos simples, porém espetaculares, como montanhas, florestas, rios, cachoeiras, desertos, geleiras, lagos e vida selvagem abundante. O parque reúne características de vários ecossistemas e, dada sua importância geológica e biológica, é considerado pela Unesco uma Reserva de Biosfera, ao lado de poucas centenas de lugares no mundo.

 

7. Salar do Uyuni (Bolívia)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

O deserto formado pela evaporação de lagoas de águas salgadas ao longo de milhares de anos forma uma deslumbrante e grossa camada de sal que se estende até o horizonte. O Salar de Uyuni é a maior planície de sal da Terra, ocupando uma área de 12 mil km², a 3.600m de altitude. Seja inverno ou verão, o contraste do branco salar com o azul celestial é sempre fascinante.

 

8. Cataratas do Iguaçu (Argentina)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

Cerca de 70% das quedas das Cataratas do Iguaçu estão em território argentino. Do lado de lá o volume d’água é mais abundante, sendo possível chegar mais perto das cachoeiras, quase interagindo com elas. Existem duas trilhas bacanas que podem ser feitas: um leva leva até a Garganta del Diablo, a mais impressionante das quedas, e a outra permite avistar os saltos Dos Hermanas, Bosseti e San Martín, além da Ilha de San Martín.

 

9. Lago Titicaca (Bolívia/Peru)

Foto por Verystockphoto

Foto por Verystockphoto

 

Considerado sagrado pelos incas e por outros povos pré-colombianos que por aqui viviam, o Titicaca tem 8.300 km² e está 3.200m acima do nível no mar. É o rio navegável mais alto do mundo. Do lado boliviano, o principal destino para explorar o lago é Copacabana e, do lado peruano, Puno.

 

10. Buenos Aires (Argentina)

Arquivo O Viajante

Arquivo O Viajante

 

Uma das cidades mais animadas e politizadas da América do Sul, lar do tango, da parrillada, dos agradáveis cafés, de museus interessantes, de casas históricas, de boas livrarias e dos populares estádios de futebol. Buenos Aires tem 3 milhões de habitantes, mas ainda mantém hábitos de uma cidade pequena.



O Viajante

O Viajante, Editora com 16 anos de estrada. Cria guias de viagem, atualiza edições mais antigas, publica livros, edita o site, desenvolve novos projetos e viaja - no mapa e nas ideias.

  1. Pedro Ivo

    Bom, conheço 8 de 10, acho que está de bom tamanho. E acrescentaria a lista ainda o Monte Roraima, imperdível. Realmente a América do Sul é fascinante. E se tudo der certo no verão volto em Torres del Payne, aka o lugar mais lindo do mundo! \m/\m/

    Responder
  2. Carle Knorre

    Conheço 6 de 10. Os que já conheci, maravilhosos. Os que ainda faltam, me aguardem. Concordo plenamente com o comentário do Pedro Ivo quanto a ser Torres del Paine o lugar mais lindo e incrível do mundo.

    Responder
  3. Paulo Aguiar

    Senti falta do Monte Chacaltaya em La Paz e de Colonia del Sacramento no Uruguai. De resto, lugares incríveis mesmo.

    Responder

Comentários

  • (will not be published)

* Comentários mediante moderação